O que é VPN (Virtual Private Network)

VPN do AdGuard
Preços antecipados especiais
29 Locais em Todo o Mundo
Acesso a qualquer conteúdo
Criptografia robusta
Sem política de registros
Conexão rápida
Suporte 24/7
Hoje em dia as VPNs, também conhecidas como Virtual Private Networks, são todas da mesma forma, mas não pelas razões que as criaram inicialmente. Elas foram criadas como uma forma de conectar redes empresariais de forma segura através da Internet ou permitir que os usuários acessem uma rede empresarial a partir de casa, um uso realmente muito simples.
O objetivo de uma VPN é criar uma conexão segura com outra rede através da Internet. Acessar sites restritos a uma região, mascarando sua atividade de navegação mesmo usando Wi-Fi público - tudo isso e muito mais pode ser feito através de uma VPN.
A grande maioria das pessoas hoje em dia usa VPNs para torrents ou contornar restrições geográficas - por exemplo, para assistir um conteúdo restrito a um país diferente. Atualmente, a segurança ou privacidade não é o principal motivo para o uso de VPNs, mas a necessidade de proteção adicional cresce na sequência de estratégias de marketing agressivas e de rastreamento sempre presentes - que é onde o AdGuard entra em cena.
Como funciona uma VPN?
Quando você conecta seu computador (ou outro dispositivo: smartphone ou tablet) a uma VPN, o computador age como se estivesse na mesma rede local que a VPN. Todo o tráfego da sua rede é enviado através de uma conexão segura criptografada para a VPN. Como o seu computador se comporta como se estivesse na rede, isto permite que você acesse dados da rede local, mesmo quando você estiver no outro lado do mundo. Você também poderá usar a Internet como se estivesse presente na localização da VPN, o que tem alguns benefícios se você estiver usando Wi-Fi público, precisa obter acesso a sites geograficamente bloqueados ou simplesmente manter sua privacidade e anonimato.
Quando você navega na Internet enquanto está conectado a uma VPN, o seu computador contata o site através de uma conexão VPN criptografada. A VPN encaminha a solicitação para você e reencaminha a resposta do site de volta através desta conexão segura. Por exemplo, se você estiver usando uma VPN localizada nos EUA para acessar Hulu ou qualquer outro serviço de streaming, o Hulu verá a sua conexão como vindo de dentro dos EUA.
As VPNs essencialmente reencaminham todo o tráfego da sua rede para outra ponta, o que permite todos os benefícios - por exemplo, acessar recursos da rede local remotamente e contornar a censura da Internet. A maioria dos sistemas operacionais tem suporte VPN integrado.
Mais uma vez, em termos muito básicos, uma VPN conecta seu computador desktop, laptop, smartphone ou tablet a outro computador (muitas vezes chamado de servidor) em algum lugar na Internet, e permite que você navegue na Internet usando a conexão segura de Internet desse computador. Se esse servidor estiver em outro país, ele aparecerá como se você estivesse realmente localizado lá (e não na sua casa), o que lhe permitirá acessar coisas na internet que você normalmente não conseguiria. As VPNs funcionam essencialmente como interfaces entre o seu computador e o conteúdo que você deseja alcançar.
Porque usar uma VPN
Segurança online
Não deixe que ninguém se descubra sua localização real e informações sobre o seu computador, evitando golpistas e anúncios geo-direcionados durante o processo.
Proteção de privacidade
Proteja seus dados de serem extraídos de hotspots obscuros de Wi-Fi, graças à criptografia dos dados e ao IP mascarado.
Streaming de conteúdo
Vença o algoritmo e assista à sua série favorita no Hulu ou Netflix enquanto estiver em outro país.
Torrents
Baixe arquivos (legais) e evite ser "registrado" enquanto estiver nele. Mesmo quando o seu provedor não gosta muito do BitTorrent.
Fique fora do radar
Reduzir a quantidade de anúncios, no mínimo geograficamente direcionados (um bloqueador de anúncios também ajuda).
Desbloqueio de sites
Contornar as restrições geográficas para assistir/ouvir conteúdos bloqueados.
FAQ
A VPN pode ser rastreada?
Basicamente, uma VPN é um escudo para tudo o que você faz online, pois criptografa todo o seu tráfego de entrada e de saída. Também mantém a sua privacidade online e evita que outros tentem espiar o seu tráfego. Este é um dos maiores pontos a favor de uma rede privada virtual, e a principal razão pela qual é uma ferramenta de privacidade muito procurada nestes tempos difíceis.
Então o que o protege é alguém tentando olhar para o seu tráfego de rede se estiver posicionado entre você e o seu provedor de VPN (por exemplo, uma VPN corretamente configurada deve impedir que alguém na mesma rede sem fio que você, ponha as mãos e leia o seu tráfego).
A desvantagem é que o interceptor pode facilmente detectar que você está usando uma VPN. Mas, como o endereço de IP será o do servidor da VPN, eles não podem rastrear o seu verdadeiro endereço ou localização. A menos que eles usem outros meios, como instalar malware no seu sistema ou chegar até você através de outras informações que você possa ter compartilhado no Facebook ou em qualquer outra rede social.
O simples fato de usar uma VPN não vai impedir as pessoas que querem rastrear atividades específicas online. Uma VPN provavelmente não irá protegê-lo de, digamos, um grupo como "Anonymous" - a menos que eles estejam na mesma LAN local que você. Mas isto irá mantê-lo a salvo dos criminosos online mais triviais como os "cookies stuffers", coletores de dados ou qualquer pessoa que use técnicas de phishing.
A VPN pode ser invadida?
Teoricamente, o tráfego que passa por uma VPN pode ser monitorado no ponto de saída do servidor da VPN (que pode ou não coincidir com o servidor), como também no seu caminho desde o ponto de saída até o destino final. Normalmente o uso de criptografia de ponta a ponta como HTTPS resolve este problema.
Seu provedor de Internet e todas as partes a caminho do seu servidor VPN podem apenas mostrar que há alguma troca de tráfego acontecendo entre você e o servidor VPN, mas eles não podem espiar o que esse tráfego contém. Os próprios padrões de tráfego ainda podem ser usados para associá-lo à sua atividade, se alguém gravá-la. Mas realisticamente, o tráfego em si não seria decifrado em nada próximo do que realmente é. Você pode iniciar alguns downloads ou escutar uma rádio online para adicionar algum ruído aos seus padrões de tráfego, se você estiver se sentindo especialmente desconfiado do que está lá fora.
O tráfego da VPN pode ser monitorado?
Se por acaso, você de alguma forma interesse a hackers muito habilidosos ou autoridades muito determinadas, então sim, hackear uma VPN pode ser possível.
Em 99% dos outros casos - mantenha-se calmo, não há nada com que se preocupar. Contudo, isto é o que pode ser feito em relação a sua VPN:
você pode ser retirado do anonimato e exposto por doxing;
o seu IP não é a única coisa que o identifica na Internet - informações podem ser encontradas em outras fontes como redes sociais;
o fornecedor da VPN vê o seu IP e o tráfego real, portanto, se alguém invadir o próprio fornecedor da VPN, eles irão encontrá-lo;
é possível instalar malware que é difícil de detectar no seu dispositivo sem que você saiba, e o malware estará vazando suas informações para o invasor.
A VPN pode ser bloqueada?
Bloqueando a resolução DNS;
Bloqueando conexões endpoints específicos da VPN por IP e/ou endereço da porta (mas eles têm que saber especificamente quem bloquear e ver como seu cliente funciona);
Um serviço VPN possui um número limitado de endereços de IP. E como a maioria dos servidores VPN usa o protocolo IPv4, é difícil gerar endereços IP únicos, o que leva a um número de assinantes que usam os mesmos endereços IP durante meses (e mais). Os sites que fazem listas negras de VPNs usam serviços online especiais para bloquear endereços de IP que têm sido usados por vários usuários diferentes;
Forçando todo o tráfego através de um proxy http protegido por senha (que bloqueia muitas outras coisas pelo caminho, como atualizações do Windows);
E como último recurso é possível bloquear todo o tráfego incluindo o DNS (já que é possível encapsular o tráfego da VPN dentro de pacotes DNS) - neste ponto o desempenho da Internet tornar-se-ia frustrante para um usuário empresarial médio e inaceitável para um usuário doméstico (sem serviços de streaming, voip, etc).
Mas mais uma vez vamos postular que apenas uma empresa séria (incluindo vários governos) terá a necessidade, tempo e meios para fazer isso para o usuário médio da Internet. Em outros casos, você está seguro.
Experimente gratuitamente
O download do AdGuard foi iniciado! Clique no botão indicado pela seta para efetuar a instalação. Obrigado por escolher o AdGuard! Selecione "Abrir" e clique em "OK", e então aguarde o download do arquivo. Na janela aberta, arraste o ícone do AdGuard para a pasta "Aplicativos". Obrigado por escolher o AdGuard! Selecione "Abrir" e clique em "OK", depois aguarde o download do arquivo ser finalizado. Na janela aberta, clique em "Instalar". Obrigado por escolher o AdGuard!