Menu
PT (BR)

Guia simplificado para o Threads da Meta: problemas com a privacidade

Threads, o novo aplicativo de compartilhamento de texto, vídeo e imagem da Meta, chegou à cena das redes sociais com um estrondo, conquistando 100 milhões de assinantes em cinco dias após o lançamento e quebrando o recorde do ChatGPT como o aplicativo de crescimento mais rápido. Rotulado por alguns como o "assassino do Twitter" - e muitos argumentariam que a plataforma de propriedade de Musk já estava em declínio - o Threads viu um rápido aumento de popularidade logo após sua estreia em 6 de julho.

O burburinho em torno do Threads diminuiu um pouco após duas semanas desde o lançamento (que notavelmente excluiu a União Europeia). O aplicativo recém-criado tem perdido usuários ativos diários (DAUs) e engajamento após o surto inicial de entusiasmo, o que, admitidamente, não é um bom sinal, mas também está longe de ser um sinal de morte. As reações ao Threads até agora foram polarizadas: enquanto alguns o consideram entediante e destinado ao fracasso, outros argumentam que ele tem as melhores chances de se tornar o substituto definitivo do Twitter.

Se o Threads irá decolar ou afundar como o Google+, ainda está para ser descoberto. As características do Threads ainda são rudimentares: por exemplo, você não pode personalizar seu feed para ver apenas as postagens das pessoas que segue, e a Meta ainda precisa cumprir sua promessa de conectá-lo ao "fediverse", uma rede de servidores independentes que podem compartilhar dados entre si, onde também se encontra o Mastodon, outro rival do Twitter.

O Threads também ainda não possui anúncios, mas apostamos que isso mudará em breve. E quando os anúncios chegarem ao Threads, eles serão alimentados por dados coletados dos usuários. Por isso, é importante saber como funciona a coleta de dados do Threads desde já. Algumas outras questões não menos importantes e urgentes são por que a Meta excluiu a União Europeia do lançamento e quais são as implicações de excluir sua conta do Threads. Neste guia, tentaremos responder a todas essas perguntas.

Quais dados o Threads coleta?

Embora o Threads provavelmente adicione recursos e se torne mais amigável para os usuários com o tempo, a preocupação muito maior é seu voraz apetite por dados sensíveis dos usuários, o que dificilmente será ignorado.

Uma pesquisa realizada pelo Top10VPN revelou que o Threads coleta 45% mais pontos de dados individuais do que, por exemplo, o Twitter. No entanto, curiosamente, o Threads, ao contrário do Twitter, afirma não coletar dados que possam ser usados para rastreá-lo pela Web. Vale ressaltar que essas informações são baseadas nas etiquetas de privacidade da App Store da Apple, que são auto-relatadas pelos desenvolvedores do aplicativo e não são verificadas pela Apple.

Etiquetas de privacidade do Threads na App Store

As informações que o Threads afirma coletar.
Fonte: App Store da Apple

Etiquetas de privacidade do Twitter na App Store

As informações que o Twitter afirma coletar.
Fonte: App Store da Apple

Como mencionado acima, isso não significa que o Threads colete menos dados, na verdade - ele coleta mais dados. Na categoria "Dados vinculados a você", o que significa que essas informações estão vinculadas ao seu ID online, o Threads afirma coletar dados sobre saúde e condicionamento físico, informações financeiras e informações sensíveis. Esta última, de acordo com as diretrizes para desenvolvedores da App Store, pode significar qualquer coisa, desde orientação sexual, informações sobre gravidez ou nascimento, crenças religiosas e políticas, dados biométricos, informações genéticas, até dados raciais, étnicos e associação a sindicatos.

Descrição de 'informações sensíveis' no guia para desenvolvedores da Apple
Fonte: Guia para desenvolvedores da Apple

Do ponto de vista do usuário, o mais importante é como os dados coletados serão usados, ou pelo menos como se pretende que sejam usados. Nesse sentido, um uso de dados a ser observado é para publicidade de terceiros, pois isso significa que os dados coletados para esse fim podem ser “compartilhados” (essencialmente vendidos) com terceiros para que possam direcioná-lo com anúncios. O Threads pode compartilhar os seguintes dados com profissionais de marketing para esse fim: histórico de compras, informações financeiras, localização, incluindo localização precisa, informações de contato completas, incluindo endereço físico, endereço de e-mail, nome e número de telefone, contatos, conteúdo que você posta, como fotos e vídeos, histórico de pesquisa, histórico de navegação, dados de uso, dados de diagnóstico e “outros dados”. O Twitter, por exemplo, afirma que usa apenas endereços de e-mail dentre todas as informações de contato para publicidade de terceiros e não utiliza informações financeiras. Novamente, porém, devemos considerar todas essas etiquetas com um certo ceticismo, pois elas são essencialmente auto-relatadas.

Você pode estar se perguntando: que publicidade de terceiros? O Threads não tem anúncios. Isso é verdade, por enquanto, o Threads não exibe nenhum anúncio na plataforma, embora afirme ser parte integrante do Instagram - "um aplicativo do Instagram", conforme colocado pela Meta. E o Instagram é uma enorme fonte de receita de anúncios para a Meta. Em 2022, os anúncios do Instagram representaram cerca de 44% da receita da Meta, e espera-se que supere o Facebook como principal gerador de receita da Meta até 2025.

Threads na App Store

Preparando-se para anúncios no aplicativo Threads da Meta

Embora o Threads ainda não tenha anúncios, o CEO da Meta, Mark Zuckerberg, deu a entender que, uma vez que o aplicativo atingir um tamanho grande o suficiente e alcance “um caminho claro para 1 bilhão de pessoas”, ele começará a pensar em como lucrar com ele. Se o modus operandi do Instagram servir de indicador, isso pode significar que os anúncios provavelmente virão em massa para o Threads mais cedo ou mais tarde.

Captura de tela da mensagem de Zuckerberg sobre o Threads

Diz-se que os anunciantes já estão alinhados, animados com a perspectiva de ter amplo acesso aos dados dos usuários que podem ser utilizados para direcionar anúncios. Há rumores de que a Meta poderia começar a introduzir anúncios no Threads ainda este ano, com um executivo de publicidade afirmando ao Slate que o Threads poderia começar a exibir anúncios antes do Natal.

Porém, há um elefante grande na sala, que é a indisponibilidade do aplicativo na União Europeia. A Meta faturou US$6,3 bilhões nos mercados europeus no primeiro trimestre deste ano e corre o risco de perder bilhões de dólares em vendas potenciais de anúncios ao não disponibilizar o aplicativo na União Europeia. Então, por que exatamente o lançamento não está acontecendo lá?

Por que o Threads não está disponível na UE?

O Threads foi lançado em mais de 100 países, mas os estados membros da União Europeia não estão entre eles. Além disso, a Meta também confirmou que está bloqueando usuários da UE de acessarem o Threads por meio de uma VPN. O motivo desse ostracismo incomum são as rigorosas leis europeias de proteção de dados e privacidade que a Meta aparentemente teme infringir, pois as violações são passíveis de multas pesadas.

A Meta tem enfrentado dificuldades nos tribunais europeus recentemente. No início deste mês, o Tribunal de Justiça da União Europeia constatou que o "interesse legítimo" - uma das seis bases legais que uma empresa pode alegar para processar dados do usuário sob o RGPD - não era apropriado para a operação de publicidade comportamental da Meta. O tribunal afirmou que a Meta deve obter o consentimento dos usuários antes de direcioná-los com anúncios, o que representa um grande golpe ao modelo de negócio baseado em anúncios da Meta. Em janeiro, a Meta já havia sido multada em US$ 414 milhões por forçar os usuários a aceitarem anúncios personalizados como requisito para usar o Facebook. Parece que a Meta está sem opções agora.

A iminente aplicação da nova lei da UE, Digital Markets Act (DMA), que tem como objetivo limitar os poderes de "porteiros", como a Meta, torna ainda mais difícil para a empresa manter seu negócio de anúncios na UE.

Citando fontes na Meta, o The Guardian relatou que o DMA é a principal razão para "adiar" o lançamento do Threads na UE. De acordo com o Artigo 5(a) do DMA, os porteiros não podem combinar dados pessoais originários de um de seus principais serviços de plataforma com dados pessoais de qualquer outro de seus principais serviços ou com dados pessoais de serviços de terceiros. Isso significa que a Meta poderia violar o DMA se usar dados do Instagram e do Threads, que podem ser considerados dois serviços separados, para criar um perfil mais detalhado de seus usuários e direcioná-los com anúncios personalizados. E é aqui que chegamos talvez à parte mais complicada. O Threads é realmente um aplicativo separado?

Threads e Instagram: uma dupla inseparável?

O Threads faz parte da crescente família Meta e, ao contrário de seus membros mais independentes, como o WhatsApp, ele é tecnicamente um descendente de outro serviço da Meta, o Instagram. O Instagram e o Threads estão colados juntos de uma maneira que muitos considerariam estranha: embora o Threads tenha seu próprio aplicativo na Google Play Store e na Apple App Store, você não pode excluir sua conta do Threads sem excluir também sua conta do Instagram.

Essa união é destacada pelo fato de que, ao clicar nas configurações de privacidade no Threads, você tem uma escolha muito limitada do que pode alterar e, para ajustes mais detalhados, é necessário tocar em "outras configurações de privacidade", o que o redirecionará para sua conta do Instagram.

Configurações de privacidade do Threads
Uma captura de tela das configurações de perfil do Threads

O fato de que você só pode excluir o Threads juntamente com o Instagram parece injusto, pois restringe as opções e o controle do usuário sobre os dados. Você só pode desativar o Threads, o que deixa uma brecha para a Meta ainda armazenar e usar seus dados do Threads. Isso é um grande alerta para todos aqueles que se preocupam com privacidade e transparência do aplicativo. Quanto à política de privacidade do Threads nesse sentido, ela parece ser propositalmente vaga: “Oferecemos diversas ferramentas para visualizar, gerenciar, baixar e excluir suas informações do Threads visitando as Configurações do Instagram,” diz a política.

Conclusão: é preciso estar ciente das questões de privacidade do Threads

O rápido crescimento do Threads despertou um interesse significativo, mas também gerou sérias preocupações com a privacidade devido às suas práticas de coleta de dados, sua dependência do Instagram e sua ausência na UE devido a leis de privacidade e proteção de dados mais rigorosas. Independentemente de você usar o aplicativo ou não, tenha cuidado com o que compartilha - pode ser capturado pela Meta e, se você escolher excluí-lo, esteja ciente de que também pode ser necessário excluir sua conta do Instagram.

Gostou deste post?

AdGuard para Windows

AdGuard para Windows é mais do que um bloqueador de anúncios. É uma ferramenta multiusos que bloqueia anúncios, controla o acesso a sites perigosos, acelera o carregamento de páginas e protege as crianças de conteúdos impróprios.
Revisões: 14227
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Leia mais

AdGuard para Mac

Ao contrário de outros bloqueadores de anúncios, o AdGuard foi projetado pensando nas especificações do macOS. Não só fornece defesa contra anúncios no Safari e outros navegadores, mas também lhe protege contra rastreamento, phishing e fraudes.
Revisões: 14227
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Leia mais

AdGuard para Android

AdGuard para Android é a solução ideal para dispositivos móveis Android. Ao contrario dos outros bloqueadores de anúncios, o AdGuard não requer acesso ao usuário root e oferece uma ampla gama de recursos: filtragem em aplicativos, gerenciamento de aplicativos e muito mais.
Revisões: 14227
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença

AdGuard para iOS

O bloqueador de anúncios mais avançado para o Safari: faz esquecer os anúncios pop-up, acelera o carregamento de páginas, e protege os seus dados pessoais. Uma ferramenta manual de bloqueio de elementos e configurações altamente personalizáveis ajudam-no a adaptar a filtragem às suas necessidades exactas.
Revisões: 14227
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença

Extensão de navegador AdGuard

O AdGuard tem a extensão de bloqueio de anúncios mais leve, rápida e que efetivamente bloqueia todos os tipos de anúncios em todas as páginas da internet! Escolha o AdGuard para o navegador que você usa e obtenha uma navegação gratuita, rápida e segura.
Revisões: 14227
4,7 de 5

AdGuard para Safari

As extensões de bloqueio de anúncios para o Safari estão enfrentando dificuldades desde que a Apple começou a forçar o uso do novo SDK para todos. A extensão AdGuard deve trazer de volta a alta qualidade de bloqueio de anúncio para o Safari.
Revisões: 14227
4,7 de 5
App Store
Baixar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença

AdGuard Home

O AdGuard Home é um servidor de DNS para bloqueio de anúncios e rastreamento em toda a rede. Depois de configurá-lo, ele abrange TODOS os seus dispositivos domésticos e você não irá precisar de nenhum programa instalado. Com o surgimento da Internet das coisas e dispositivos conectados, torna-se cada vez mais importante poder controlar toda a sua rede.
Revisões: 14227
4,7 de 5

Bloqueador de conteúdo do AdGuard

O Bloqueador de Conteúdo do AdGuard elimina todos os anúncios em navegadores para dispositivos móveis que ofereçem suporte a tecnologia para bloqueio de conteúdo — ou seja Samsung Internet e Yandex Browser. Embora seja mais limitado do que o AdGuard para Android, ele é gratuito, fácil de instalar e ainda oferece alta qualidade de bloqueio de anúncios.
Revisões: 14227
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Leia mais

Assistente do AdGuard

Uma extensão complementar para o AdGuard aplicativos para computador. Oferece acesso no navegador a funcionalidades tais como bloqueio de elementos personalizados, lista de permissões ou envio de um relatório de erro.
Revisões: 14227
4,7 de 5
Assistente para Chrome Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Firefox Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Edge Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Opera Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Yandex Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Safari Este é o seu navegador atual?
Se você não sabe qual é o seu navegador, tente a antiga versão antiga do Assistente, que você pode encontrar nas configurações da extensão do AdGuard.

AdGuard Temp Mail β

Um gerador de endereços de e-mail temporário gratuito que mantém você anônimo e protege sua privacidade. Nada de spam na sua caixa de entrada principal!
Revisões: 14227
4,7 de 5

AdGuard para Android TV

O AdGuard para Android TV é o único aplicativo que bloqueia anúncios, protege sua privacidade e atua como firewall na sua Smart TV. Receba avisos sobre ameaças da Web, use DNS seguro e aproveite o tráfego criptografado. Relaxe e assista suas séries favoritas com segurança de alto nível e zero anúncios!
Revisões: 14227
4,7 de 5
Baixando o AdGuard Clique no botão indicado pela seta para iniciar a instalação Selecione "Abrir" e clique em "OK", e então aguarde o download do arquivo. Na janela aberta, arraste o ícone do AdGuard para a pasta "Aplicativos". Obrigado por escolher o AdGuard! Selecione "Abrir" e clique em "OK", depois aguarde o download do arquivo ser finalizado. Na janela aberta, clique em "Instalar". Obrigado por escolher o AdGuard!
Instale o AdGuard no seu dispositivo móvel