Menu
PT (BR)

YouTube testa formas de banir os bloqueadores de anúncios. O que esperar?

O YouTube admitiu estar testando uma nova política em que pede aos usuários para que desativem o seu bloqueador de anúncios ou paguem pelo YouTube Premium se quiserem assistir vídeos sem publicidade.

Este teste ficou conhecido após alguns usuários do Reddit terem visto uma popup do YouTube com a seguinte mensagem: “Bloqueadores de anúncios não são permitidos no YouTube.” Em seguida, havia uma explicação de que anúncios ajudam os criadores da plataforma e recomenda que os usuários se inscrevam no YouTube Premium por R$20,90/mês para que os youtubers “possam continuar a ser pagos a partir da sua assinatura.”

YouTube mostra aviso sobre bloqueadores de anúncios aos usuários
Fonte: Reddit

O teste ainda parece ser bem limitado, e não está claro se o YouTube irá expandí-lo para que atinja mais usuários. No entanto, não é a primeira vez que a plataforma do Google faz estes experimentos relacionados a anúncios, abandonando-os posteriormente. Estes testes incluíram a infame tantativa de forçar os usuários a assistirem 10 anúncios de uma vez só, e não era sequer possível pulá-los.

O fim do bloqueio de anúncios no YouTube?

Antes de tudo, não está claro se essa nova política, que já está dando o que falar, chegou para ficar. É fácil imaginar que ela será extremamente impopular entre os usuários. O YouTube sem dúvidas estará monitorando as reações ao "experimento" e, se observar um abandono em massa da plataforma, especialmente por parte daqueles que não querem pagar pelo YouTube Premium, pode ser que ele seja deixado de lado.

Mas se o YouTube der continuidade ao seu plano de banir os bloqueadores de anúncios, segue a nossa análise sobre o que esperar.

Se o banimento dos bloqueadores de anúncios se tornar parte da política padrão da plataforma, os usuários precisam estar preparados para um pouco de agitação. Os bloqueadores de anúncios e o YouTube estarão presos em um eterno jogo de gato e rato, em que um tentará se sobressair ao outro. Além disso, já que os bloqueadores de anúncios vêm refinando suas técnicas para evitar detecção já há algum tempo, é pouco provável que o YouTube consiga instaurar o banimento sem uma forte resistência.

Impactos pana experiência dos usuários e criadores de conteúdo

Com o passar dos anos, o YouTube vem aumentando o número de anúncios nos vídeos sob a justificativa de dar suporte aos criadores de conteúdo. Os anúncios são variados e vêm em diferentes formatos: ads que você pode pular após cinco segundos, ads que você não pode pular (um dos piores tipos) e anúncios breves, que rodam antes de um vídeo e duram até 6 segundos.

Os usuários sem bloqueadores de anúncios continuarão sendo confrontados com este fluxo incessante de anúncios, e não é segredo que muitos se incomodam com eles. Alguns até mesmo podem considerar sair da plataforma. Ao mesmo tempo, aqueles que decidirem continuar usando os bloqueadores de anúncios, se encontrarão em meio a uma guerra entre o YouTube e os bloqueadores de anúncios, podendo eventualmente se deparar com a irritante mensagem de banimento.

No que se refere aos criadores de conteúdo, é fato que eles ganham algum dinheiro a partir do programa AdSense do YouTube, que permite que sejam pagos ao ceder espaço em seus vídeos para a publicidade. A quantidade a ser recebida depende de quantas pessoas assistiram o anúncio em sua totalidade ou que interagiram com ele. Se o anúncio é pulável, um espectador deve assistí-lo por ao menos 30 segundos ou clicar nele para que seja validado pelo YouTube e, por consequência, gerar algum lucro para o criador de conteúdo. Em primeiro lugar, poucos usuários assistem e continuarão assistindo os anúncios por completo e, ainda, pode ser que o número de visualizações caia devido ao banimento dos bloqueadores de anúncios e isso, paradoxalmente, influenciaria também no lucro por anúncios.

Assim, também vale notar que o YouTube não está apenas pensando nos criadores ao considerar banir bloqueadores de anúncios, mas também (e principalmente!) está pensando em si mesmo. Algumas estimativas fazem crer que o YouTube fica com 45% do lucro por publicidade gerado por canais, enquanto criadores de conteúdo ficam apenas com os outros 55%.

Também é importante ter em mente que os ganhos dos criadores de conteúdo por 1000 visualizações de anúncios podem variar muito dependendo de muitos fatores, como o tema do canal e a localização dos espectadores. De acordo com um relatório do Business Inside, os criadores podem ganhar de US$1,61 até US$29,30 a cada 1.000 visualizações, e o seus ganhos com anúncios pode variar muito de mês a mês. Como resultado desta imprevisibilidade, somada ainda à desmonetização por engano ou arbitrária de vídeos do YouTube ou mesmo canais inteiros, muitos criadores de conteúdos se apoiam muito mais em parcerias com marcas, pois são mais estáveis e pagam muito mais. Este tipo de parceria tem como base um número alto de visualizações, também.

Assim, é fato que os lucros com anúncios do YouTube por parte dos criadores de conteúdo podem não sofrer um impacto tão grande, especialmente quando se trata de youtubers menores. Uma queda no número de visualizações, por outro lado, pode atingí-los de maneira negativa, fazendo com que fique mais difícil fechar parcerias com marcas.

Conclusão

Coincidência ou não, o YouTube decidiu fazer este “experimento” com o banimento no bloqueio de anúncios logo após um péssimo informe de resultados. O relatório Q1 de 2023 da Alphabet, lançado no mês passado, mostrou que o os lucros com anúncios do YouTube diminuíram 2.6% nos últimos anos, marcando o terceiro trimestre consecutivo de perda de lucros da plataforma.

Este é um padrão já bastante conhecido: uma empresa está com problemas para lucrar (ou lucrar tanto quanto antes, como é o caso do YouTube), e os seus executivos entendem que a perseguição aos bloqueadores de anúncios é um passo lógico para aumentar sua receita. O problema é que, por mais que seja fácil usar os bloqueadores de anúncios como bode expiatório, esta abordagem funciona apenas a curto prazo. Ainda pior: isso pode estimular os usuários a migrar para outras plataformas, tornando-se um verdadeiro tiro no pé.

Gostou deste post?

AdGuard para Windows

AdGuard para Windows é mais do que um bloqueador de anúncios. É uma ferramenta multiusos que bloqueia anúncios, controla o acesso a sites perigosos, acelera o carregamento de páginas e protege as crianças de conteúdos impróprios.
Revisões: 14308
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Leia mais

AdGuard para Mac

Ao contrário de outros bloqueadores de anúncios, o AdGuard foi projetado pensando nas especificações do macOS. Não só fornece defesa contra anúncios no Safari e outros navegadores, mas também lhe protege contra rastreamento, phishing e fraudes.
Revisões: 14308
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Leia mais

AdGuard para Android

AdGuard para Android é a solução ideal para dispositivos móveis Android. Ao contrario dos outros bloqueadores de anúncios, o AdGuard não requer acesso ao usuário root e oferece uma ampla gama de recursos: filtragem em aplicativos, gerenciamento de aplicativos e muito mais.
Revisões: 14308
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença

AdGuard para iOS

O bloqueador de anúncios mais avançado para o Safari: faz esquecer os anúncios pop-up, acelera o carregamento de páginas, e protege os seus dados pessoais. Uma ferramenta manual de bloqueio de elementos e configurações altamente personalizáveis ajudam-no a adaptar a filtragem às suas necessidades exactas.
Revisões: 14308
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença

Extensão de navegador AdGuard

O AdGuard tem a extensão de bloqueio de anúncios mais leve, rápida e que efetivamente bloqueia todos os tipos de anúncios em todas as páginas da internet! Escolha o AdGuard para o navegador que você usa e obtenha uma navegação gratuita, rápida e segura.
Revisões: 14308
4,7 de 5

AdGuard para Safari

As extensões de bloqueio de anúncios para o Safari estão enfrentando dificuldades desde que a Apple começou a forçar o uso do novo SDK para todos. A extensão AdGuard deve trazer de volta a alta qualidade de bloqueio de anúncio para o Safari.
Revisões: 14308
4,7 de 5
App Store
Baixar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença

AdGuard Home

O AdGuard Home é um servidor de DNS para bloqueio de anúncios e rastreamento em toda a rede. Depois de configurá-lo, ele abrange TODOS os seus dispositivos domésticos e você não irá precisar de nenhum programa instalado. Com o surgimento da Internet das coisas e dispositivos conectados, torna-se cada vez mais importante poder controlar toda a sua rede.
Revisões: 14308
4,7 de 5

Bloqueador de conteúdo do AdGuard

O Bloqueador de Conteúdo do AdGuard elimina todos os anúncios em navegadores para dispositivos móveis que ofereçem suporte a tecnologia para bloqueio de conteúdo — ou seja Samsung Internet e Yandex Browser. Embora seja mais limitado do que o AdGuard para Android, ele é gratuito, fácil de instalar e ainda oferece alta qualidade de bloqueio de anúncios.
Revisões: 14308
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Leia mais

Assistente do AdGuard

Uma extensão complementar para o AdGuard aplicativos para computador. Oferece acesso no navegador a funcionalidades tais como bloqueio de elementos personalizados, lista de permissões ou envio de um relatório de erro.
Revisões: 14308
4,7 de 5
Assistente para Chrome Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Firefox Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Edge Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Opera Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Yandex Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Safari Este é o seu navegador atual?
Se você não sabe qual é o seu navegador, tente a antiga versão antiga do Assistente, que você pode encontrar nas configurações da extensão do AdGuard.

AdGuard Temp Mail β

Um gerador de endereços de e-mail temporário gratuito que mantém você anônimo e protege sua privacidade. Nada de spam na sua caixa de entrada principal!
Revisões: 14308
4,7 de 5

AdGuard para Android TV

O AdGuard para Android TV é o único aplicativo que bloqueia anúncios, protege sua privacidade e atua como firewall na sua Smart TV. Receba avisos sobre ameaças da Web, use DNS seguro e aproveite o tráfego criptografado. Relaxe e assista suas séries favoritas com segurança de alto nível e zero anúncios!
Revisões: 14308
4,7 de 5
Baixando o AdGuard Clique no botão indicado pela seta para iniciar a instalação Selecione "Abrir" e clique em "OK", e então aguarde o download do arquivo. Na janela aberta, arraste o ícone do AdGuard para a pasta "Aplicativos". Obrigado por escolher o AdGuard! Selecione "Abrir" e clique em "OK", depois aguarde o download do arquivo ser finalizado. Na janela aberta, clique em "Instalar". Obrigado por escolher o AdGuard!
Instale o AdGuard no seu dispositivo móvel