Menu
PT (BR)

A corrida da Inteligência Artificial: os bloqueadores de anúncios conseguirão dar conta dos anúncios gerados por IA?

A Inteligência Artificial generativa está tomando conta de vários setores, desde a arte digital até a descoberta de medicamentos. Enquanto algumas pessoas ainda estão se preparando para os impactos que a revolução da Inteligência Artificial irá trazer, outras já estão mudando suas rotinas para encaixar as IAs. A indústria da publicidade online é um ótimo exemplo disso.

A indústria da publicidade online tem todas as características necessárias para se tornar um verdadeiro parque de diversões das Inteligências Artificiais. Algumas tarefas exigem um raciocínio complexo ou uma alta precisão e, por isso, as “alucinações” das IAs podem causar problemas e passar despercebidas. Já a criação de conteúdo publicitário para anúncios básicos é simples e direta. No fim das contas, o objetivo é chamar a atenção em poucos segundos e não enviar uma mensagem sofisticada. Quando se trata de elementos criativos de anúncios como imagens, vídeos e textos, a IA já mostrou ser capaz de produzi-los com uma qualidade aceitável e uma mínima intervenção humana.

Este potencial das IAs generativas está sendo explorado pelos gigantes da tecnologia. O Google, a Meta e a Amazon estão entre os grandes nomes que já estão oferecendo ou começarão a oferecer aos anunciantes a possibilidade de usar a IA para criar anúncios e campanhas inteiras. De acordo com um relatório do GroupM, o marketing baseado em IA já é um grande negócio que gera mais de 370 bilhões de dólares de receita global, correspondendo a 45% de todo o lucro com publicidade. Esse número só tende a crescer. Em 2032, a expectativa é que a publicidade baseada em Inteligência Artificial chegue a 1,3 trilhões de dólares, mais de 90% do total global.

Mas qual a implicação disso para os usuários comuns? Como eles conseguirão lidar com a invasão dos anúncios gerados por IA, provavelmente mais persuasivos e amplamente difundidos que nunca? E qual o papel dos bloqueadores de anúncios neste cenário?

Inteligência Artificial e tecnologia de anúncios: como tudo começou

É preciso prestar atenção ao fato de que, por mais que as Big Tech estejam se preparando para a onda de IA generativa, a maioria das plataformas online de publicidade já estão usando a Inteligência Artificial e o machine learning em algum nível.

Por exemplo, o Google afirma que a IA é “o fundamento” de seu negócio publicitário, responsável por 80% do total de seus lucros. Um dos exemplos de como o Google já está usando a IA são os anúncios de pesquisa responsivos, introduzidos em 2018. Esta funcionalidade permite que o Google teste automaticamente diferentes combinações de headlines e descrições de anúncios do anunciante para determinar os que apresentam uma melhor performance. Outras ferramentas de Inteligência Artificial usadas pelo Google incluem a configuração de palavras-chave de “correspondência ampla” e os “lances inteligentes”. Em 2021, o Google apresentou o Performance Max, um novo tipo de campanha que reúne todas as suas ferramentas de IA em uma só.

No ano passado, a Meta também lançou um conjunto de ferramentas fortemente dependentes de machine learning e automação. Chamada Advantage+, ela utiliza a Inteligência artificial para permitir que os anunciantes “eliminem os passos manuais da criação de anúncios e automatizem até 150 combinações criativas de uma vez só.” A gigante do e-commerce Amazon, outra adepta da IA e da automação, vem usando a IA por anos para oferecer recomendações personalizadas de produtos, uma tecnologia considerada como um dos segredos de seu sucesso.

Os mesmos nomes da tecnologia de anúncios que antes já utilizavam o poder da Inteligência Artificial “clássica” ou “tradicional” baseada em dados estão agora correndo para integrar a IA generativa a seus produtos. Esta não é voltada para os dados, mas sim para o conteúdo. Muitas de suas ferramentas ainda estão sendo desenvolvidas, mas é possível ter uma ideia a partir do que estas empresas já revelaram e prometeram até agora.

Como a Amazon, a Meta e o Google querem usar a IA generativa para a publicidade

A oferta mais completa possivelmente parte do Google. No fim de maio, a empresa anunciou um novo recurso que permitirá que anunciantes deleguem uma boa parte do trabalho de geração de conteúdo para as Inteligências Artificiais. Tudo o que os anunciantes precisarão fazer é informar a URL de seu site para o Google. A partir daí, a Inteligência Artificial do Google tomará conta de tudo, e o humano apenas ficará com o papel de supervisor e editor. O Google afirma que a sua Inteligência Artificial fará um resumo do site e criará palavras-chave, headlines, descrições e “outros elementos para a sua campanha,” como imagens, por exemplo.

O Google oferece uma nova ferramenta de IA para criar anúncios

Os anunciantes poderão aumentar a resolução e remover o fundo de suas imagens, açém de adicionar objetos gerados por IA com base em uma entrada de texto. Além da melhoria das imagens dos próprios anunciantes, a IA do Google também vai gerar novas imagens do zero.

Você pode conversar com um chatbot de IA para estimular sua criatividade com os anúncios

Se o anunciante quiser que a IA corrija o resultado de seu trabalho para que fique mais alinhado com as suas preferências, ele pode conversar com um chatbot de Inteligência Artificial integrado com o perfil do Google Ads.

É possível gerar imagens do zero com a IA do Google

A IA do Google também pode gerar novas headlines para os anúncios de pesquisa instantaneamente para deixá-los “mais relevantes para as solicitações do cliente.” Os anunciantes não têm controle com relação a isso e precisam confiar que a IA do Google entenderá o seu site. O Google, no entanto, parece confiante nas habilidades cognitivas de seu chatbot e encoraja os anunciantes a encará-lo como um colega de trabalho (não como um algoritmo sujeito a falhas e que pode cometer errinhos bobos em questões de lógica). O Google afirma: “Agora, basta conversar para atingir uma performance melhor. Pergunte quais as ideias do Google, da mesma forma que você perguntaria a um colega.”. Por que se importar com a interação humana quando você pode ter uma conversa esclarecedora com uma IA? É só ignorar o fato de que a Inteligência Artificial está longe de ser perfeita e com frequência comete erros que embarassam até mesmo uma criança. Mas isso é outra história.

A Meta, para não ficar muito atrás do Google, apresentou o seu próprio pacote de recursos de IA generativa em Maio, que já está disponível para anunciantes selecionados. A essência da oferta da Meta é a “AI Sandbox”, que servirá como um ambiente de testes em que os anunciantes podem experimentar suas ferramentas baseadas em IA. Estas ferramentas incluem três funcionalidades até agora: variações de texto em um clique, imagens de fundo para entradas de texto e recorte automático de imagens e vídeos. As ferramentas de IA da Meta não são muitas ou nem tão impressionantes quanto as do Google, mas provavelmente este é só o começo. No fim das contas, os anúncios são essenciais para a Meta e correspondem a 97% do total de seus lucros, sendo veiculados principalmente no Facebook e no Instagram.

A Meta revelou seus próprios recursos publicitários

Entre os três, a oferta da IA generativa da Amazon aos anunciantes é a mais misteriosa. De acordo com o Information, a Amazon confirmou estar desenvolvendo ferramentas de IA que permitirá que os anunciantes gerem fotos e vídeos. A Amazon pode não estar com tanta pressa quanto seus concorrentes, já que tem outras fontes de renda, além dos anúncios, que constituem uma fração significativa de seus lucros. Mas a empresa já está tentando seguir os passos de nomes maiores da indústria. Até agora, a empreitada publicitária da Amazon ainda é pequena se comparada à do Google ou da Meta, com aproximadamente 7% do mercado mas, diferente de seus concorrentes, ela está crescendo, mostrando um aumento de 21%(!) no primeiro trimestre desse ano. Assim, é de esperar que a Amazon não queria perder a oportunidade de explorar a IA.

Mas o que isso tudo representa para os usuários?

Preparação para o tsunami: riscos dos anúncios gerados por IA

Todas essas inovações são voltadas para a simplificação e aceleração do processo de criação de anúncios, fazendo com que sejam tão persuasivos quanto possível. Com a automação do processo de geração de anúncios, o custo do lançamento de campanhas provavelmente será mais baixo e, assim, sobrará mais dinheiro para o investimento em… mais anúncios.

Usuários comuns estão sob risco de serem recebidos com anúncios gerados por IA que serão mais e mais persuasivos, mas não necessariamente verdadeiros. Existe uma preocupação de que a Inteligência Artificial, que pode “alucinar”, possa produzir conteúdo com erros ou até mesmo mentiras. Por mais que os anunciantes ainda precisem revisar os anúncios, ao menos na maioria dos casos, pode ser que eles tenham a tentação de confiar demais nas IA. Isso já aconteceu em outras áreas: um advogado usou o ChatGPT para escrever documentos judiciais e não checou o resultado, que incluía casos falsos. Este caso chegou até a mídia, mas pode ser que outros casos não tenham chegado até nós.

É claro que as empresas que desenvolvem essas ferramentas de IA generativas dizem estar tentando minimizar o risco de alucinações. Por exemplo, o Google disse ao Financial Times que irá prevenir que as IAs produzam muitas mentiras. No entanto, até agora, as tentativas de fazer com que a IA gere apenas informações confiáveis não obtiveram sucesso. Se o objetivo principal é conquistar os clientes, isso pode ser atingido a qualquer custo. Um oficial do exército dos EUA recentemente criou uma hipótese de que um drone guiado por IA poderia matar um operador humano se ele a impedir de finalizar sua missão. Por mais que o exército e os aplicativos de IA comerciais sejam casos completamente diferentes, em ambos os cenários é preciso manter a guarda. Mas este nem sempre é o caso, como já visto várias vezes.

AI vs. AI: o futuro de tudo, incluindo do bloqueio de anúncios

Existe uma opção que bloqueia a maioria, senão todos, os anúncios: o bloqueio de anúncios. No entanto, da mesma forma que a Inteligência Artificial está mudando o universo da criação de anúncios, ela está mudando o universo do bloqueio de anúncios. As inovações que a IA leva à criação de anúncios servem também para a melhoria no bloqueio de anúncios, incluindo a integração do GPT com ferramentas de bloqueios de anúncios. Algumas investidas de IA no ramo da publicidade, como os anúncios dentro das respostas de chatbot, podem exigir a criação de novos métodos de bloqueio. Os métodos de bloqueio de anúncios tradicionais podem não funcionar nestes casos, já que podem apagar toda a respostas ou partes essenciais dela. Isso poderia começar uma guerra entre os anúncios gerados por IA e os bloqueadores de anúncios com a mesma origem. Isso poderia ser visto como um uso duplo da IA, para o bem e para o mal (dependendo de qual lado você está) e isso é parte de uma tendência maior.

Alguns exemplos desta tendências incluem o uso da IA para a escrita de trabalhos acadêmicos e detecção de conteúdo gerado por IA. Outro exemplo é um programa da OpenAI compatível com projetos de IA generativa voltados para a cybersegurança e que buscam identificar alguns riscos que a OpenAI criou para si mesma.

Por mais que Hollywood tenha criado uma imagem distópica da Inteligência Artificial, é essencial levar em conta que esta tecnologia não é inerentemente boa nem ruim. O que é essencial é entender como utilizá-la com responsabilidade e exigir a sua regulamentação. Ela tem o potencial de fazer coisas incríveis, como encontrar medicamentos para o tratamento de doenças sérias, mas também pode criar problemas, como deep fakes e anúncios excessivos

Conforme o mundo da Inteligência Artificial evolui, as regulamentações devem seguir o seu ritmo para que tenhamos paz. Até que este momento chegue, os usuários precisam aprender a navegar o vasto mar do conteúdo gerado por IA, armados com o conhecimento dos riscos e das ferramentas para mitigá-los. Uma destas ferramentas pode ser um bloqueador de anúncios com base em IA.

Gostou deste post?

AdGuard para Windows

AdGuard para Windows é mais do que um bloqueador de anúncios. É uma ferramenta multiusos que bloqueia anúncios, controla o acesso a sites perigosos, acelera o carregamento de páginas e protege as crianças de conteúdos impróprios.
Revisões: 14212
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Leia mais

AdGuard para Mac

Ao contrário de outros bloqueadores de anúncios, o AdGuard foi projetado pensando nas especificações do macOS. Não só fornece defesa contra anúncios no Safari e outros navegadores, mas também lhe protege contra rastreamento, phishing e fraudes.
Revisões: 14212
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Leia mais

AdGuard para Android

AdGuard para Android é a solução ideal para dispositivos móveis Android. Ao contrario dos outros bloqueadores de anúncios, o AdGuard não requer acesso ao usuário root e oferece uma ampla gama de recursos: filtragem em aplicativos, gerenciamento de aplicativos e muito mais.
Revisões: 14212
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença

AdGuard para iOS

O bloqueador de anúncios mais avançado para o Safari: faz esquecer os anúncios pop-up, acelera o carregamento de páginas, e protege os seus dados pessoais. Uma ferramenta manual de bloqueio de elementos e configurações altamente personalizáveis ajudam-no a adaptar a filtragem às suas necessidades exactas.
Revisões: 14212
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença

Extensão de navegador AdGuard

O AdGuard tem a extensão de bloqueio de anúncios mais leve, rápida e que efetivamente bloqueia todos os tipos de anúncios em todas as páginas da internet! Escolha o AdGuard para o navegador que você usa e obtenha uma navegação gratuita, rápida e segura.
Revisões: 14212
4,7 de 5

AdGuard para Safari

As extensões de bloqueio de anúncios para o Safari estão enfrentando dificuldades desde que a Apple começou a forçar o uso do novo SDK para todos. A extensão AdGuard deve trazer de volta a alta qualidade de bloqueio de anúncio para o Safari.
Revisões: 14212
4,7 de 5
App Store
Baixar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença

AdGuard Home

O AdGuard Home é um servidor de DNS para bloqueio de anúncios e rastreamento em toda a rede. Depois de configurá-lo, ele abrange TODOS os seus dispositivos domésticos e você não irá precisar de nenhum programa instalado. Com o surgimento da Internet das coisas e dispositivos conectados, torna-se cada vez mais importante poder controlar toda a sua rede.
Revisões: 14212
4,7 de 5

Bloqueador de conteúdo do AdGuard

O Bloqueador de Conteúdo do AdGuard elimina todos os anúncios em navegadores para dispositivos móveis que ofereçem suporte a tecnologia para bloqueio de conteúdo — ou seja Samsung Internet e Yandex Browser. Embora seja mais limitado do que o AdGuard para Android, ele é gratuito, fácil de instalar e ainda oferece alta qualidade de bloqueio de anúncios.
Revisões: 14212
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Leia mais

Assistente do AdGuard

Uma extensão complementar para o AdGuard aplicativos para computador. Oferece acesso no navegador a funcionalidades tais como bloqueio de elementos personalizados, lista de permissões ou envio de um relatório de erro.
Revisões: 14212
4,7 de 5
Assistente para Chrome Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Firefox Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Edge Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Opera Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Yandex Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Safari Este é o seu navegador atual?
Se você não sabe qual é o seu navegador, tente a antiga versão antiga do Assistente, que você pode encontrar nas configurações da extensão do AdGuard.

AdGuard Temp Mail β

Um gerador de endereços de e-mail temporário gratuito que mantém você anônimo e protege sua privacidade. Nada de spam na sua caixa de entrada principal!
Revisões: 14212
4,7 de 5

AdGuard para Android TV

O AdGuard para Android TV é o único aplicativo que bloqueia anúncios, protege sua privacidade e atua como firewall na sua Smart TV. Receba avisos sobre ameaças da Web, use DNS seguro e aproveite o tráfego criptografado. Relaxe e assista suas séries favoritas com segurança de alto nível e zero anúncios!
Revisões: 14212
4,7 de 5
Baixando o AdGuard Clique no botão indicado pela seta para iniciar a instalação Selecione "Abrir" e clique em "OK", e então aguarde o download do arquivo. Na janela aberta, arraste o ícone do AdGuard para a pasta "Aplicativos". Obrigado por escolher o AdGuard! Selecione "Abrir" e clique em "OK", depois aguarde o download do arquivo ser finalizado. Na janela aberta, clique em "Instalar". Obrigado por escolher o AdGuard!
Instale o AdGuard no seu dispositivo móvel