Menu
PT (BR)

Você não assiste TV? Não importa, a Roku vai te encher de anúncios mesmo assim

A Roku, um fornecedor de TV que admitiu que está mais interessado em publicidade do que em qualidade de hardware, entrou com um pedido de patente que permitirá mostrar seus próprios anúncios mesmo quando você estiver usando um dispositivo externo conectado via HDMI, como consoles de videogame ou adaptadores de streaming concorrentes.

O pedido de patente, intitulado "Inserção de Anúncios Personalizados HDMI", foi protocolado no ano passado e ainda está pendente, o que significa que pode nem mesmo ser concedido. Não é preciso dizer que o caminho para a realização deste plano pode levar anos e ser cosiderado um dos sonhos mais loucos que a Roku já teve.

Agora, vamos fazer uma análise mais profunda dessa questão.

Assistindo um DVD sobre expedições no Everest? Prepare-se para ver anúncios de férias na montanha

No centro da patente está a ideia de implementação de um sistema que tenha um dispositivo de exibição acoplado a um dispositivo de mídia (um dispositivo de mídia de streaming, DVD ou Blu-ray, dispositivo de reprodução de áudio/vídeo, decodificador de cabo etc). O dispositivo de exibição deve ser capaz de reconhecer quando você pressiona o botão de pausa na reprodução do conteúdo. Seja uma sessão de jogo intensa ou um filme, o sistema deve reconhecer perfeitamente a parada na reprodução de mídia em vários dispositivos e mostrar um anúncio diante do conteúdo pausado.

Mas não se trata de qualquer anúncio. Como todos sabemos, a publicidade direcionada é a maneira mais eficaz de anunciar porque a audiência já está interessada, preparada para gostar e comprar o produto. As Smart TVs já coletam muitos dados sobre você: seu endereço IP, informações sobre seu navegador, informações do dispositivo, nome da rede Wi-Fi, nome do ISP e localização geral. Esses dados podem ser enriquecidos com informações obtidas de fontes de terceiros, como registros públicos e corretores de dados. Os extensos dados coletados pelos fabricantes de Smart TVs, tanto diretamente dos consumidores quanto por meio de fontes de terceiros, não só permitem uma publicidade altamente direcionada, mas também tornam esses fabricantes alvos atraentes para ataques cibernéticos, levantando preocupações com a privacidade. Por exemplo, a Roku sofreu dois ataques de segurança em dois meses que resultaram em transações não autorizadas, incluindo assinaturas de serviços de streaming e compras de produtos Roku.

No entanto, o que diferencia as Smart TVs de outros dispositivos inteligentes quando se trata de coleta de dados é sua capacidade de conhecê-lo em um nível ainda mais profundo: rastreando seus hábitos de visualização. Isso é feito por meio de uma tecnologia chamada ACR, ou Reconhecimento Automático de Conteúdo.

O ACR está incorporado às Smart TVs para identificar conteúdo exibido na tela em tempo real, incluindo programas de TV, filmes e anúncios. Ele funciona capturando sinais de áudio ou visual do conteúdo exibido, criando uma impressão digital única desse exemplo e, em seguida, comparando essa impressão digital com um extenso banco de dados de conteúdo conhecido.

Então, o ACR é a tecnologia na qual a Roku está apostando ao elaborar o pedido de patente.

Em alguns exemplos, reconhecer o conteúdo inclui analisar um primeiro quadro de vídeo ou um primeiro quadro de áudio dos um ou mais quadros usando a tecnologia de reconhecimento automático de conteúdo (ACR), e determinar uma impressão digital, uma marca d'água ou um tom de sinal correspondente ao primeiro quadro de vídeo ou ao primeiro quadro de áudio, onde a impressão digital, marca d'água e/ou tom de sinal é usado para identificar informações sobre o conteúdo correspondente ao primeiro quadro de vídeo ou ao primeiro quadro de áudio.

Isso será feito por um módulo de Reconhecimento Automático de Conteúdo (ACR) incorporado ao dispositivo de exibição (por exemplo, uma TV Roku).

O outro módulo que está preparado para desempenhar um papel importante no reconhecimento de conteúdo é o módulo CV ou Visão Computacional.

kmbrjfigure3

Fonte: aplicativo da patente da Roku

Seus vídeos terão intervalos comerciais?

Em sua solicitação de patente, a Roku diz que o módulo CV será capaz de “analisar um quadro de vídeo e gerar metadados”. Esses metadados também podem ser usados para “reconhecer imagens e/ou objetos dentro do quadro de vídeo.”

Que tipo de imagens, você pode perguntar? A que nível de detalhe estamos nos referindo? É uma compreensão geral do que está acontecendo na tela, ou uma mais granular? Bem, parece que a última opção é a resposta.

A impressão digital e/ou marca d'água pode corresponder a um certo título de filme, ator famoso e gênero de filme. Os metadados podem corresponder a uma garrafa de champanhe ou um cenário de montanha, por exemplo.

Consequentemente, os anúncios servidos com base nessa entrada podem ser incrivelmente específicos, variando de promoções com o ator que você assistiu recentemente a anúncios para um tipo específico de champanhe ou destinos de férias “que incluem a paisagem de montanha reconhecida”.

Não é preciso uma imaginação particularmente vívida para imaginar seu vídeo caseiro, digamos, de uma viagem à montanha ou da recepção de seu casamento sendo interrompido por intervalos comerciais. No momento, é apenas uma fantasia distópica, mas a patente parece estar pavimentando o caminho para que essa fantasia se torne realidade. Para começar, pode parecer uma invasão de privacidade, transformando alguns momentos íntimos em material de marketing. Claro, suspeitamos que haverá um botão de recusa, mas também suspeitamos que ele estará enterrado em algum lugar profundo nas configurações e será difícil de encontrar para o usuário não curioso.

Que tipos de anúncios podem ser exibidos e quando?

Os anúncios que a Roku deseja exibir em sua tela são destinados a serem mostrados durante pausas, como mencionamos anteriormente. Existem várias maneiras de a Roku detectar que um “evento de pausa” ocorreu. Listaremos algumas delas, como:

  • recebendo um sinal de pausa de passagem de controle remoto;
  • detectando um sinal de áudio silencioso via conexão HDMI e determinando que um quadro de vídeo dos um ou mais quadros não mudou;
  • detectando um ícone de pausa nos um ou mais quadros usando tecnologia de visão computacional (CV)

Uma vez que a pausa é detectada, o fornecedor pode mostrar um ou mais anúncios relevantes. Esses anúncios podem assumir diferentes formas e formatos, dependendo das preferências do anunciante, incluindo ser estáticos, como uma imagem fixa, ou dinâmicos, que incluem um vídeo curto, uma animação, uma tela interativa ou um gif.

Os anúncios estão invadindo espaços que antes eram proibidos

Os anúncios são o que faz com que os fabricantes de TV dependam cada vez mais para obter lucro. Na verdade, o modelo de receita da Roku é amplamente baseado na venda de seus media players a um preço baixo e na obtenção de lucro por meio de negócios publicitários lucrativos. Por exemplo, a receita total da Roku no ano passado foi de US$ 3,5 bilhões, um aumento de 11% em relação ao ano anterior. Notavelmente, as vendas de publicidade e a distribuição de serviços de streaming (incluindo a venda de assinaturas premium) geraram US$ 3 bilhões, crescendo 10% ao ano.

Não é de surpreender que a Roku esteja tentando mostrar anúncios em todos os lugares que, por algum descuido, ainda foram poupados. Em janeiro deste ano, a Roku anunciou que iria “deixar os anunciantes mais visíveis na maioria das telas e por toda a casa” de seus usuários através de formatos de anúncios interativos e opções de “compra",. Para traduzir isso do jargão de marketing, os espectadores começaram a ver mais anúncios em suas telas iniciais, não apenas para entretenimento ou conteúdo de mídia, mas também para produtos não relacionados, como carros e restaurantes. Isso vai muito além dos anúncios que já estão aparecendo nas telas iniciais, nos menus e nos protetores de tela da Roku.

E a Roku não é uma exceção, trata-se de só mais uma entre as empresas do ramo. Quase um ano atrás, escrevemos sobre como os clientes de smart TV com sistemas operacionais Google TV e Android TV estavam vendo anúncios de produtos e negócios não relacionados às suas preferências de streaming, como lojas físicas de telefones, uma loja de donuts e uma concessionária de carros.

Ser bombardeado com anúncios enquanto você está tentando curtir um vídeo daquele concerto épico em que esteve, ou enquanto está imerso na zona de jogos, pode parecer um passo muito grande. Mas na realidade, é apenas uma continuação lógica de uma tendência à qual todos nós fomos submetidos — mais anúncios e preços mais altos para conteúdo sem anúncios. No ano passado, a Netflix introduziu um plano com anúncios, enquanto cancelava seu plano mais barato sem anúncios. Da mesma forma, o Disney+ aumentou o preço de sua oferta sem anúncios, enquanto expandia a opção com anúncios para mais países.

A Roku é uma entusiasta defensora desse modelo. Em seu resumo do quarto trimestre de 2023 para os acionistas, a Roku sinalizou que está contando com essa tendência para o crescimento contínuo de seus lucros.

À medida que os preços das assinaturas aumentam, acreditamos que os consumidores buscarão economia por meio de assinaturas com anúncios que foram lançadas pelos principais serviços de streaming nos EUA. Acreditamos que esses lançamentos, juntamente com a sua crescente adoção pelo consumidor, serão um catalisador dentro da indústria, fazendo com que a tradicional publicidade da TV seja aos poucos transferida para o streaming.

O que podemos fazer a respeito?

A aplicação de patente é mais um esboço do que a Roku enxerga para o futuro do que um produto pronto. Há muita incerteza sobre como e se suas ideias serão implementadas e como a Roku lidará com possíveis preocupações com a privacidade.

Existe a possibilidade de que um DNS de nível de sistema com bloqueio de anúncios possa ajudar a interceptar solicitações de domínios de servidores de anúncios que a Roku (ou quem quer que se inspire com sua patente) usará para entregar anúncios. Atualmente, o AdGuard é capaz de bloquear os domínios de anúncios da Roku. No entanto, esse método não é infalível. Por exemplo, ele falha em bloquear anúncios no YouTube, onde os anúncios e o conteúdo são entregues do mesmo domínio.

A eliminação total de anúncios, especialmente no contexto do YouTube, parece improvável. No entanto, existem estratégias alternativas que podem remover ou diminuir substancialmente a frequência de anúncios. Atualmente, estamos explorando uma técnica desse tipo e podemos divulgá-la publicamente no futuro.

Então, resumindo: no melhor cenário, o software de bloqueio de anúncios identificaria a solicitação de anúncio como proveniente de um domínio de anúncio conhecido — operado pela Roku ou por outra pessoa — e o bloquearia, impedindo que o anúncio aparecesse na sua tela.

Mas existem muitas variáveis desconhecidas, e também existe a chance, e uma bem grande, de que esse método não funcione. Por enquanto, teremos que esperar e esperar que a visão da Roku para o futuro não se concretize.

Gostou deste post?

AdGuard para Windows

AdGuard para Windows é mais do que um bloqueador de anúncios. É uma ferramenta multiusos que bloqueia anúncios, controla o acesso a sites perigosos, acelera o carregamento de páginas e protege as crianças de conteúdos impróprios.
Revisões: 14301
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Leia mais

AdGuard para Mac

Ao contrário de outros bloqueadores de anúncios, o AdGuard foi projetado pensando nas especificações do macOS. Não só fornece defesa contra anúncios no Safari e outros navegadores, mas também lhe protege contra rastreamento, phishing e fraudes.
Revisões: 14301
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Leia mais

AdGuard para Android

AdGuard para Android é a solução ideal para dispositivos móveis Android. Ao contrario dos outros bloqueadores de anúncios, o AdGuard não requer acesso ao usuário root e oferece uma ampla gama de recursos: filtragem em aplicativos, gerenciamento de aplicativos e muito mais.
Revisões: 14301
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença

AdGuard para iOS

O bloqueador de anúncios mais avançado para o Safari: faz esquecer os anúncios pop-up, acelera o carregamento de páginas, e protege os seus dados pessoais. Uma ferramenta manual de bloqueio de elementos e configurações altamente personalizáveis ajudam-no a adaptar a filtragem às suas necessidades exactas.
Revisões: 14301
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença

Extensão de navegador AdGuard

O AdGuard tem a extensão de bloqueio de anúncios mais leve, rápida e que efetivamente bloqueia todos os tipos de anúncios em todas as páginas da internet! Escolha o AdGuard para o navegador que você usa e obtenha uma navegação gratuita, rápida e segura.
Revisões: 14301
4,7 de 5

AdGuard para Safari

As extensões de bloqueio de anúncios para o Safari estão enfrentando dificuldades desde que a Apple começou a forçar o uso do novo SDK para todos. A extensão AdGuard deve trazer de volta a alta qualidade de bloqueio de anúncio para o Safari.
Revisões: 14301
4,7 de 5
App Store
Baixar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença

AdGuard Home

O AdGuard Home é um servidor de DNS para bloqueio de anúncios e rastreamento em toda a rede. Depois de configurá-lo, ele abrange TODOS os seus dispositivos domésticos e você não irá precisar de nenhum programa instalado. Com o surgimento da Internet das coisas e dispositivos conectados, torna-se cada vez mais importante poder controlar toda a sua rede.
Revisões: 14301
4,7 de 5

Bloqueador de conteúdo do AdGuard

O Bloqueador de Conteúdo do AdGuard elimina todos os anúncios em navegadores para dispositivos móveis que ofereçem suporte a tecnologia para bloqueio de conteúdo — ou seja Samsung Internet e Yandex Browser. Embora seja mais limitado do que o AdGuard para Android, ele é gratuito, fácil de instalar e ainda oferece alta qualidade de bloqueio de anúncios.
Revisões: 14301
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Leia mais

Assistente do AdGuard

Uma extensão complementar para o AdGuard aplicativos para computador. Oferece acesso no navegador a funcionalidades tais como bloqueio de elementos personalizados, lista de permissões ou envio de um relatório de erro.
Revisões: 14301
4,7 de 5
Assistente para Chrome Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Firefox Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Edge Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Opera Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Yandex Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Safari Este é o seu navegador atual?
Se você não sabe qual é o seu navegador, tente a antiga versão antiga do Assistente, que você pode encontrar nas configurações da extensão do AdGuard.

AdGuard Temp Mail β

Um gerador de endereços de e-mail temporário gratuito que mantém você anônimo e protege sua privacidade. Nada de spam na sua caixa de entrada principal!
Revisões: 14301
4,7 de 5

AdGuard para Android TV

O AdGuard para Android TV é o único aplicativo que bloqueia anúncios, protege sua privacidade e atua como firewall na sua Smart TV. Receba avisos sobre ameaças da Web, use DNS seguro e aproveite o tráfego criptografado. Relaxe e assista suas séries favoritas com segurança de alto nível e zero anúncios!
Revisões: 14301
4,7 de 5
Baixando o AdGuard Clique no botão indicado pela seta para iniciar a instalação Selecione "Abrir" e clique em "OK", e então aguarde o download do arquivo. Na janela aberta, arraste o ícone do AdGuard para a pasta "Aplicativos". Obrigado por escolher o AdGuard! Selecione "Abrir" e clique em "OK", depois aguarde o download do arquivo ser finalizado. Na janela aberta, clique em "Instalar". Obrigado por escolher o AdGuard!
Instale o AdGuard no seu dispositivo móvel