Menu
PT (BR)

Fiasco da Samsung no ChatGPT evidencia questões de privacidade envolvendo IA

O que foi dito não pode ser desdito. Esta frase é especialmente verdadeira quando se trata dos três funcionários da Samsung que inadvertidamente vazaram o código fonte, uma seqüência de testes e discussões internas da empresa para a OpenAI, a empresa por trás do ChatGPT.

De acordo com o Economist Korea, a Samsung estava com receio de adotar o chatbot alimentado por IA no início, temendo que ele pudesse vazar para o mundo informações internas, como segredos comerciais (eles não tinham ideia do que viria a acontecer). Entretanto, como o ChatGPT estava tomando conta do mundo, a Samsung decidiu juntar-se à festa e aprovou seu uso no local de trabalho para que os funcionários pudessem se manter alinhados às mudanças tecnológicas. Na época, a empresa emitiu um aviso para aqueles que planejavam usar o ChatGPT: "prestar atenção à segurança das informações internas e não inserir informações particulares" ao alimentar o assistente de IA com qualquer solicitação.

A mensagem aparentemente não chegou a todo mundo, pois no espaço dos próximos 20 dias, não um, mas três engenheiros da empresa revelaram o que parecia ser dados corporativos sensíveis da Samsung, potencialmente dando ao OpenAI e a seus concorrentes insights sobre sua tecnologia.

No primeiro caso, um funcionário da Samsung encontrou um bug no código fonte do programa de download do banco de dados de medição da fábrica de semicondutores e pediu ao ChatGPT uma solução. No segundo caso, um funcionário estava usando o ChatGPT para otimizar a seqüência de testes de um programa que identifica o rendimento e os chips defeituosos. No terceiro caso, um funcionário primeiro gravou a reunião interna da empresa em seu smartphone, depois a transcreveu usando um aplicativo de reconhecimento de voz, e a alimentou no ChatGPT para gerar a ata da reunião. Todos os três estão agora enfrentando investigações disciplinares.

Era de se esperar que a Samsung proibisse o ChatGPT imediatamente após os vazamentos, mas isso não aconteceu. Ao invés disso, a Samsung procurou educar seus funcionários sobre os riscos de privacidade envolvidos no uso das Inteligências Artificiais, reforçando o fato de que, não importa o que você diga ao ChatGPT, o conteúdo do chat acabará nos servidores externos do OpenAI. Isso significa que, uma vez que um erro for cometido, não há como voltar atrás, não existe nenhuma maneira de recuperar esses dados. A Samsung também colocou um limite para a quantidade de dados que cada funcionário pode carregar no ChatGPT e avisou que, se alguém deixar algo escapar novamente, o uso do ChatGPT será banido definitivamente.

Não há como desdizer o que foi dito para o ChatGPT

A Samsung não é a primeira, nem será a última vítima da propensão de seus funcionários para discutir assuntos sensíveis com o chatbot da OpenAI. Outras empresas também estão tomando precauções.

A Amazon restringiu o uso do ChatGPT já em janeiro, advertindo os funcionários sobre o perigo da entrada de qualquer informação confidencial no chatbot, como códigos, após a empresa ter detectado uma resposta do ChatGPT que "coincidiu muito" com os dados internos da Amazon. Outro gigante do varejo americano, o Walmart*, tinha inicialmente bloqueado o ChatGPT após detectar atividade que "apresentava risco para a empresa", mas depois permitiu o seu uso e emitiu um conjunto de diretrizes, incluindo que os funcionários devem "evitar a entrada de qualquer informação sensível, confidencial ou de propriedade da empresa".

Várias empresas de serviços financeiros baniram completamente o ChatGPT do local de trabalho. O Bank of America adicionou o ChatGPT à sua lista de aplicações não autorizadas e não permitidas para uso comercial. Outras instituições financeiras que bloquearam o acesso ao chatbot incluem JPMorgan Chase, Citigroup Inc, Goldman Sachs, Deutsche Bank e Wells Fargo. Este último disse à Bloomberg que o inclue nas restrições padrão de software de terceiros, e que "continuará a avaliar formas seguras e eficazes" de usar a tecnologia.

A indústria bancária tem sido a mais pró-ativa em responder aos riscos colocados pelo ChatGPT, e isso é compreensível: os bancos lidam com muitas informações sensíveis dos clientes e são fortemente regulamentados. Mas os mesmos riscos se aplicam a todos os setores. Uma vez que você alimenta o Chatbot com qualquer informação, seja um pedaço de código de proprietário ou a transcrição de uma reunião de diretoria, ela não pode mais ser considerada um segredo, mas parte do domínio público.

Os termos de serviço da OpenAI sugerem que você não deve esperar nenhuma privacidade ao interagir com o chatbot e deixa isso bem claro. Por exemplo, a OpenAI diz que pode ver e usar suas conversas com o ChatGPT para treinar Inteligência Artificial, e que não será capaz de ajudá-lo a remover avisos específicos de seu histórico de chat.

Isso significa que, se você contar ao ChatGPT informações sensíveis sobre você ou sua empresa, qualquer outra pessoa pode potencialmente solicitar esses dados ao ChatGPT, e obter acesso a eles. No caso da Samsung, seus concorrentes podem tentar pedir ao ChatGPT as informações que os funcionários vazaram.

A OpenAI dá a opção de não ter seus dados usados para treinamento, para isso você precisará preencher um formulário especial. Entretanto, se você já compartilhou alguns dados com o ChatGPT que lamenta compartilhar, pode ser tarde demais para isso. Você pode querer considerar apagar sua conta, já que apenas nesse caso seu histórico de chat poderia ser apagado definitivamente. A OpenAI diz que o processo pode levar até 30 dias, e você não será capaz de restaurar sua conta depois que ela tiver sido deletada.

Mas o que acontece depois disso é uma grande questão, já que os usuários geralmente não sabem como suas informações foram utilizadas para treinar o algoritmo, e não têm como verificar se elas de fato foram removidas. Embora seja teoricamente possível fazer o sistema "desaprender" os dados, ou seja, esquecer o que ele aprendeu, este processo é considerado imensamente difícil, até porque requer a identificação do impacto de pontos de dados específicos em um modelo treinado. Por mais que existam pesquisas sobre o tão falado machine “unlearning” em meio à crescente preocupação com as ameaças da IA generativa para a privacidade, trata-se ainda de uma área que precisa ser desenvolvida. A abordagem mais prevalente parece ser a de reeducar todo o modelo a partir do zero, o que é inviável na prática.

Portanto, se não pudermos ter certeza de que as informações que alimentamos no ChatGPT foram excluídas para sempre, mesmo depois de termos exercido todas as nossas opções de privacidade para pedir que fossem apagadas, então provavelmente é melhor não confiar seus segredos mais íntimos a uma Inteligência Artificial, muito menos os da sua empresa. Não há como saber onde eles vão aparecer. É como afirma a própria OpenAI: *"Por favor, não compartilhe informações sensíveis em suas conversas".

Gostou deste post?

AdGuard para Windows

AdGuard para Windows é mais do que um bloqueador de anúncios. É uma ferramenta multiusos que bloqueia anúncios, controla o acesso a sites perigosos, acelera o carregamento de páginas e protege as crianças de conteúdos impróprios.
Revisões: 14235
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Leia mais

AdGuard para Mac

Ao contrário de outros bloqueadores de anúncios, o AdGuard foi projetado pensando nas especificações do macOS. Não só fornece defesa contra anúncios no Safari e outros navegadores, mas também lhe protege contra rastreamento, phishing e fraudes.
Revisões: 14235
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Leia mais

AdGuard para Android

AdGuard para Android é a solução ideal para dispositivos móveis Android. Ao contrario dos outros bloqueadores de anúncios, o AdGuard não requer acesso ao usuário root e oferece uma ampla gama de recursos: filtragem em aplicativos, gerenciamento de aplicativos e muito mais.
Revisões: 14235
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença

AdGuard para iOS

O bloqueador de anúncios mais avançado para o Safari: faz esquecer os anúncios pop-up, acelera o carregamento de páginas, e protege os seus dados pessoais. Uma ferramenta manual de bloqueio de elementos e configurações altamente personalizáveis ajudam-no a adaptar a filtragem às suas necessidades exactas.
Revisões: 14235
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença

Extensão de navegador AdGuard

O AdGuard tem a extensão de bloqueio de anúncios mais leve, rápida e que efetivamente bloqueia todos os tipos de anúncios em todas as páginas da internet! Escolha o AdGuard para o navegador que você usa e obtenha uma navegação gratuita, rápida e segura.
Revisões: 14235
4,7 de 5

AdGuard para Safari

As extensões de bloqueio de anúncios para o Safari estão enfrentando dificuldades desde que a Apple começou a forçar o uso do novo SDK para todos. A extensão AdGuard deve trazer de volta a alta qualidade de bloqueio de anúncio para o Safari.
Revisões: 14235
4,7 de 5
App Store
Baixar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença

AdGuard Home

O AdGuard Home é um servidor de DNS para bloqueio de anúncios e rastreamento em toda a rede. Depois de configurá-lo, ele abrange TODOS os seus dispositivos domésticos e você não irá precisar de nenhum programa instalado. Com o surgimento da Internet das coisas e dispositivos conectados, torna-se cada vez mais importante poder controlar toda a sua rede.
Revisões: 14235
4,7 de 5

Bloqueador de conteúdo do AdGuard

O Bloqueador de Conteúdo do AdGuard elimina todos os anúncios em navegadores para dispositivos móveis que ofereçem suporte a tecnologia para bloqueio de conteúdo — ou seja Samsung Internet e Yandex Browser. Embora seja mais limitado do que o AdGuard para Android, ele é gratuito, fácil de instalar e ainda oferece alta qualidade de bloqueio de anúncios.
Revisões: 14235
4,7 de 5
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Leia mais

Assistente do AdGuard

Uma extensão complementar para o AdGuard aplicativos para computador. Oferece acesso no navegador a funcionalidades tais como bloqueio de elementos personalizados, lista de permissões ou envio de um relatório de erro.
Revisões: 14235
4,7 de 5
Assistente para Chrome Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Firefox Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Edge Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Opera Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Yandex Este é o seu navegador atual?
Instalar
Ao baixar o programa, você aceita os termos do Contrato de licença
Assistente para Safari Este é o seu navegador atual?
Se você não sabe qual é o seu navegador, tente a antiga versão antiga do Assistente, que você pode encontrar nas configurações da extensão do AdGuard.

AdGuard Temp Mail β

Um gerador de endereços de e-mail temporário gratuito que mantém você anônimo e protege sua privacidade. Nada de spam na sua caixa de entrada principal!
Revisões: 14235
4,7 de 5

AdGuard para Android TV

O AdGuard para Android TV é o único aplicativo que bloqueia anúncios, protege sua privacidade e atua como firewall na sua Smart TV. Receba avisos sobre ameaças da Web, use DNS seguro e aproveite o tráfego criptografado. Relaxe e assista suas séries favoritas com segurança de alto nível e zero anúncios!
Revisões: 14235
4,7 de 5
Baixando o AdGuard Clique no botão indicado pela seta para iniciar a instalação Selecione "Abrir" e clique em "OK", e então aguarde o download do arquivo. Na janela aberta, arraste o ícone do AdGuard para a pasta "Aplicativos". Obrigado por escolher o AdGuard! Selecione "Abrir" e clique em "OK", depois aguarde o download do arquivo ser finalizado. Na janela aberta, clique em "Instalar". Obrigado por escolher o AdGuard!
Instale o AdGuard no seu dispositivo móvel